Angola mantém na posição 177 no ranking Doing Business

Angola mantém na posição 177 no ranking Doing Business
POR: Huango Rafael

Angola continua a ocupar a posição 177 do ranking mundial do Doing Business do Banco Mundial (BM) de 2020, lugar para o qual quedou no ano passado quando era o 173.º de uma lista de 190 países.

À semelhança dos relatórios anteriores, o BM inclui, na avaliação, critérios como ‘facilidade na abertura de um negócio’, ‘obtenção de licenças de construção’, ‘registo uma propriedade’, ‘obtenção de crédito’, ‘cumprimento de contratos’, ‘pagamento de impostos’ e acesso à electricidade’.
Na lista, liderada pela Nova Zelândia e que tem na cauda a Somália, entre as potências mundiais, aparecem os Estados Unidos, na 6.ª posição; seguidos pelo Reino Unido, no 8.º lugar; China e Taiwan, na 15.ª posição e a Alemanha, em 22.º lugar. Vêm logo a seguir o Canadá, na 23.ª posição; a Rússia, em 28.º lugar; o Japão, na posição 29; a China, em 31.º lugar e França a ocupar a 32.ª posição.
Na Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), a lista é liderada pelas Maurícias, que aparecem em 13.º lugar, seguido pelo Ruanda, na 38.ª posição; a África do Sul, na posição 84; a Zâmbia, no 85.º lugar; Botsuana (87); Seychelles (100); Namíbia (104); Malawi (109); Essuatini (121); Lesoto (122); Moçambique (138); Zimbábue (140); Tanzânia (141); Madagáscar (161) e a República Democrática do Congo (183).
Em Fevereiro deste ano, o ministro da Economia e Planeamento, Sérgio Santos, afirmou que Angola quer subir 15 posições no 'ranking' Doing Business até 2022, uma "decisão firme" para a qual pretende contar com a ajuda do BM. “A nossa meta, segundo o Plano de Desenvolvimento Nacional, é subir 15 posições até 2022″, afirmou, acrescentando que é necessária uma acção muito mais enérgica da parte do titular do poder executivo, mas há uma posição inequívoca de que temos de melhorar”, disse o ministro, em Luanda, durante o seminário ‘Doing Business 2020 e a Melhoria do Ambiente de Negócios em Angola’.
FONTE: TPA 1


 https://huanguinho-news.com

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.